Gastronomia Chinesa

Hoje estou começando uma nova categoria de extremo destaque quando se fala na China: culinária chinesa! Quando eu era pequeno, até a década de 90, sempre que alguém queria puxar assunto sobre a China comigo tentando ser gentil, falava sobre comida chinesa. Se na minha casa eu comia comida chinesa todo dia, se eu gosto, como ela é tão apreciada pelos brasileiros, etc. De toda a cultura chinesa, com certeza sua gastronomia é o aspecto mais difundido entre os brasileiros.

Guiosa

Como já vimos em uma de nossas aulas de mandarim, não existe uma comida chinesa que impere por toda a China. A China é muito grande e composta de muitas culturas regionais. Há regiões que consomem consomem mais aves, outras bois e porcos, outras que preferem coisas mais apimentada, ou mais doce, ou salgada. É certo que o tempero chinês é muito peculiar quando comparado com outros gostos. A tendência de misturar ingredientes doces, salgados, apimentados, azedos e amargos entre si e a decoração e cores dos pratos demonstram como a criatividade chinesa é presente também na sua alimentação.

Bifum e camarão

Muitos intrigam o que com a fama que há de se comer carnes peculiares por lá. Entre insetos, barbatana de tubarão, ovos podres e dos mais diversos animais e dizem que até cachorros. Realmente acontece isso em algumas regiões específicas e é reflexo da história de cada povo. A história da China é marcada por muitas guerras e fome. De fato, muitos filme de guerra antiga da China retratam como a comida era um elemento crucial para a vitória de um exército e escasso em muitos momentos. Imaginem 50 mil soldados percorrendo 100km por dia tomando cidades inteiras durante 2, 3, 5, 10 anos ou mais. Não era possível levar mantimento. E cidades que frequentemente eram saqueadas e perdiam todo seu estoque para um exército nômade. A medida que havia necessidade os povos chineses aprendiam a sobreviver através de novos alimentos, e ocasionalmente estes acabavam incorporados na cultura e sendo consumidos mesmo quando não era preciso.

Anima?

De fato um chinês já me disse uma vez com seu forte sotaque de asiático: “tudo que se mexe e morre, vira comida”. Isso demonstra que a mentalidade de sobrevivência faz parte do chinês. Com base na peculiaridade de alguns pratos que os brasileiros consideram exóticos demais, irei postar algumas das coisas saborosas que já experimentei, como orelha de porco salgada 卤水猪耳 (que aliás estou comendo hoje), um Bolo da Lua feito de uma gema inteira de ovo no meio, pamonha salgada de arroz, fondue chinês, o prato de Pequim (considerados por muitos o prato mais característico chinês), e outras coisas que espero experimentar ainda (aceito sugestões).

Pato de Pequim

Se por acaso alguém ficou curioso como é minha alimentação, sou grande apreciador de experimentar sabores novos e aprender sobre a gastronomia chinesa é uma grande satisfação. No dia a dia, minha família, como a maioria das famílias chinesas que vivem no Brasil, se alimentam do tradicional arroz com feijão, bife e salada. Comida chinesa já é algo para criar ocasiões especiais e muitas vezes motivo de reunir a família para comer junto com calma apreciando cada detalhe, mesmo que seja num dia de semana a noite.

Este post até atiçou minha gula. Em vocês também?

2 comments on “Gastronomia Chinesa

  1. Um de todas as comidinhas que você citou aí em cima a única que não acho me agrada muito é a orelha de porco né lindo!
    Você sabe que detesto. Mas as outras são realmente muito gostosas. Bolo da Lua tive uma certa resistência por causa da gema de ovo, mas garanto a todos que é uma delícia.A pamonha salgada de arroz é altamente saborosa você tem que se esforçar para parar de comer, fondue chinês é indescritível , o pato de Pequim também é gostoso mas achei que poderia ter um pouco mais de tempero sabe!
    Deu até fome!!!
    hihihihihi

  2. Mariana Reis disse:

    Nessas fotos os pratos estão bem mais apetitosos do que lá ao vivo, viu? Rs!

    Tem selinho pra você no meu blog! Olha lá!

    Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

     

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>