Cena de Karate Kid + provérbio 物极必反

Cenas de filme são um jeito muito bom de decorar frases, às vezes jargões, às vezes uma expressão idiomática ou que dá característica à história. Assistindo O novo Karate Kid ontem, em que a personagem Dre Parker (o novo Daniel San interpretado pelo filho do Will Smith) tem que se virar na China, algumas frases acabam aparecendo.

A que mais me chamou a atenção foi a expressão 物极必反 wù jí bì fǎn que é um provérbio chinês que é a forma reduzida da frase:

事物发展到极限时必然向相反的方面转化
shì wù fā zhǎn dào jí xiàn shí bì rán xiàng xiāng fǎn dí fāng miàn zhuǎn huà 。
significa: Algo que desenvolveu até seu limite inevitavelmente irá se mover na direção oposta.
Isso reflete o sentido do equilíbrio de que nenhum excesso é bom nem mesmo na excelência, é preciso sempre balancear para ir além.

Os chineses tem muito disso de contrair ou omitir palavras tanto na literatura quanto no uso de provérbios e isso faz parte do seu dia a dia. A primeira vez que ouvimos um caso assim temos que perguntar o que realmente está omitido, é comum, mas uma vez que ouvimos a expressão acabamos guardando todo seu sentido. É sempre algo de certa forma lógico.

Agora olhem as legendas em chinês do diálogo em inglês. Legal para praticar um pouco certo?
等等。
物极必反。
什么?
我开始认为你不懂中文了。
物极必反,太多好的等于坏的。
物极必反。
没错。物极必反。
来吧。
我们要去哪里 等等 不行啦。
走吧。我们好好玩玩。

4 comments on “Cena de Karate Kid + provérbio 物极必反

  1. Toni disse:

    Olá, sou estudante de chinês, mas ainda estou no início, gostei muito do seu site com muita informação, mas não encontrei livros em português que ensinem o chinês para download. Você sabe onde eu posso encontrar?
    Eu estou usando o Ouça, fale, leia e escreva chinês para brasileiros.
    Muito obrigado.

    • X-nês disse:

      Olá, muito obrigado pelo comentário. Eu já usei um livro chamado Chinês para Brasileiros, mas a didática era muito ruim, não recomendo. Quando pesquisei em 2008 era o único livro que tinha achado em português. Não tenho conhecimento ainda de nenhum livro em português que vala realmente a pena para aprender mandarim. Recomendo os livros impressos pela propria editora da Universidade de Beijing que já usa metodologia antiga com tradição mas você encontrará na melhor das hipóteses livros em inglês. Logo acho que realmente o inglês é um pré requisito pois aprender sem um livro é muito difícil. Mesmo com o meu e outros blogs e apostilas em em português, livros como o New Practical Chinese Reader que temos aqui, ou Easy Chinese ou Fast Literacy entre outre outros que já citei que ditam um ritmo de aprendizado eficiente e coeso.
      Está seguindo as aulas do Growing up with chinese? Outra ferramenta muito boa!
      Xie xie! Zai jian!

      • G.D. disse:

        A série New Practical Chinese Reader tem versão em espanhol—’El Nuevo Libro de Chino Práctico’ (no site Aprende Chino Hoy tem samples de algumas páginas, e de mais alguns outros livros de chinês para hispanohablantes)—, que talvez possa ajudar devido à alta inteligibilidade mútua entre espanhol e português, que é de mais de 95%; é só questão de aprender rapidinho as diferenças e tal para quem ainda não sabe (espanhol passivo é suficiente, sem necessidade de produção). Não sei se tem para download, mas tem para venda. Então esta série, em conjunto com o ‘Hanzi para Recordar’ do Heisig & Richardson (também tem samples na Internet—eu realmente recomendo os livros do Heisig + Anki, visto que a versão em inglês me ajudou bastante), pode servir como pontapé inicial para quem quer pular direto para o chinês sem passar pelo inglês (digo isso independentemente de concordar que seria melhor aprender inglês antes, porém sei que leva alguns anos para chegar a um nível satisfatório para usá-lo como plataforma para chinês e alguns não querem ter que esperar tanto). Daí, após finalizar este material, quem sabe já poder mergulhar no conteúdo nativo monolíngue com auxílio de dicionários.

        Ah sim, além disso tem também o site CSLPod, que pode servir como material adicional, onde há traduções dos diálogos em chinês para o espanhol e francês (e de um bom número dos diálogos das lições mais antigas para o português); é gratuito, basta se cadastrar para ter acesso a elas. E, por acaso, eu encontrei na Internet um serviço de uma professora chinesa fluente em português que diz ensinar mandarim pela Internet com a ajuda do Skype—basta procurar por “Centro de Estudo da Língua e Cultura Chinesa” (CELCC) e “Blog da LaoShi” (deve haver outros, mas a ideia é mostrar que tal serviço existe) —; essa seria mais uma possibilidade adicional para quem, por exemplo, mora em um lugar onde não há escola de chinês ou quer ter uma professora particular para com quem praticar, ter erros corrigidos, exercícios propostos e tal.

  2. G.D. disse:

    Só complementando meu comentário anterior, encontrei samples em PDF do El Nuevo Libro de Chino Práctico (versão em espanhol do New Practical Chinese Reader); são os capítulos 1, 2 e 9 do nível elementar:
    http://hablemoschinomandarin.blogspot.com/2011/01/libro-el-nuevo-libro-de-chino-practico.html

    Por aí a pessoa já pode ter uma boa ideia se é capaz de seguir o material em espanhol e tal. E nossa, esses PDFs estão tão bonitos que dá até gosto; bom seria se vendessem assim em vez de só em papel, mas não creio que veremos isso tão cedo.

    Então, como eu já disse, para alguém que não é fluente em inglês porém quer começar a aprender chinês o mais rápido possível e com bom material, talvez espanhol possa ser um o caminho; é fácil para um brasileiro aprender e, além disso, é bastante valiosa pois é a terceira língua mais falada do mundo (ou quarta dependendo de como é feita a estimativa, atrás só do Mandarim, Inglês e Hindi).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

     

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>